O Desembargador Rubens Shulz, relator do processo n. 0000624-73.2014.8.24.0015, proferiou decisão confirmando a sentença da comarca de Canoinhas/SC que condenou a empresa concessionária de energia elétrica (CELESC) ao pagamento de indenização por danos materiais, diante da interrupção de energia que paralisou o sistema de climatização dos aviários, causando a morte de 32 mil aves.

Nos autos, segundo o Desembargador Relator, restou comprovado que houve a interrupção do serviço de fornecimento de energia elétrica e a empresa concessionária não demonstrou qualquer excludente de responsabilidade, persistindo a obrigação de indenizar os prejuízos causados.

A decisão foi unânime e definiu a liquidação de sentença como a fase própria para apurar os prejuízos causados.