https://www.instagram.com/tv/CCZmCrpg01i/?igshid=1axz4dtiur89j

Não existe idade para amar, todas as adoções são necessárias.

Não existe idade para amar, essa é a verdade.

Mesmo assim, hoje a maioria dos pretendentes à adoção buscam crianças de até 6 anos.

No entanto, a realidade nas instituições de acolhimento é outra: grande parte das crianças e adolescentes têm entre 8 e 17 anos.

Costumamos dizer que eles estão fora dos perfis mais procurados e são adoções necessárias, também conhecidas popularmente como adoções tardias.

Infelizmente, muitas famílias criam um perfil irreal da adoção enquanto milhares de crianças, por não se encaixarem nas características “ideais”, aguardam um lar.

Por isso, as adoções necessárias são muito importantes para desfazer alguns preconceitos, como, por exemplo, a ideia de que a adaptação de adolescentes é sempre mais complicada ou problemática.

Na prática, a parentalidade é sempre difícil e com muitos obstáculos, seja ela biológica ou não, independente da idade. A adoção é uma adaptação para os dois lados.

O amor não possui uma faixa etária. Todos precisamos de apoio e acolhimento familiar, nunca é realmente tarde, certo?

Como uma das formas de encontrar famílias para essas crianças e adolescentes existe a busca ativa.

Essas iniciativas podem ter diferentes formatos e abordagens, mas sempre respeitam o desejo das crianças e adolescentes.

Um exemplo é a campanha “Adote um pequeno torcedor”, do Sport Club de Recife. Foi por meio dessa iniciativa que Viviane Amaral conheceu seu filho Williams, na época com 18 anos.

Caso você queira conhecer um pouco mais sobre a história deles, te convidamos para assistir à live “Meu filho nasceu aos 18 anos”, salva no IGTV do nosso advogado Leandro Canavarros

Adoção é um ato de amor, independente da idade.

Compartilhe este artigo.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Posts mais vistos