blog

Vontades e questões existenciais também podem ser estar no testamento

Normalmente pensamos no testamento como algo voltado para o patrimônio, certo? Aquele que trata de imóveis, dinheiro, etc. 

Porém, existe também o que chamamos de ‘testamento vital’, referente às vontades do ser humano. 

Sabe aqueles desejos específicos que uma pessoa pode ter a respeito do próprio funeral? Ou então sobre ser doador de órgãos? 

Essas questões existenciais também podem constar no testamento. 

 

Alguns outros exemplos: 

 

– a pessoa quer ser cremada em vez de sepultada; 

 

– quer ter o direito a uma morte digna;

 

– não quer ser ressuscitado;

 

Também podem ser registrados os desejos com relação ao reconhecimento de filhos, médicos de confiança e até mesmo quem ficaria responsável por tomar decisões em caso de perda de consciência. 

Essas questões também podem ser documentadas em um codicilo. Porém, esse documento não tem o mesmo valor que um testamento e pode até mesmo ser revogado por um. 

O testamento pode ser feito por qualquer pessoa a partir dos 16 anos que tenha pleno discernimento. O documento pode ser revogado pelo autor a qualquer momento, seja de forma parcial ou total.  

Deixar as suas vontades registradas em testamento ajuda a garantir que elas serão seguidas. Mas, além disso, pode ser interessante conversar com a sua família sobre o assunto. 

Por vezes é muito difícil pensar, planejar essas questões que envolvem morte e luto.

Porém, ao planejar, você diminui as chances de brigas e disputas e ajuda as decisões a ficarem mais organizadas. 

Conversar sobre esse assunto não deveria ser um tabu. Infelizmente, muitas famílias evitam o tema e, quando acontece o falecimento, precisam lidar com o luto, brigas, disputas judiciais e tantas outras preocupações.

Infelizmente, temos que ser realistas: um testamento não torna as coisas menos burocráticas. Ele torna tudo mais organizado e, de certa forma, menos pesado emocionalmente, o que já é um grande alento.

Então, ter um planejamento patrimonial ou até mesmo um testamento vital também é uma forma de cuidar das pessoas que você gosta.

Compartilhe este artigo.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Posts mais vistos