blog

3 riscos que você corre ao não ter um bom contrato

Não espere o prejuízo chegar para só então fazer um contrato correto. 

Ainda não sabe bem como um contrato pode te ajudar? 

Então, listamos 3 riscos que você corre ao ter um modelo genérico, daqueles que retirados do Google ou que um amigo emprestou. 

Confira:

 

Falta de segurança

Cláusulas genéricas ou que não se aplicam ao seu trabalho podem deixar você na mão em várias situações. 

Você precisa estar coberto, por exemplo, caso o cliente queira terminar o contrato antes do combinado. Ou pior: caso ele desapareça sem pagar o que lhe deve. Além disso, será necessário prever as especificidades do seu caso, de acordo com o que realmente acontece entre as partes.

 

Mais tempo gasto para chegar a acordos

O contrato registra tudo pelo qual você e seus clientes ficarão responsáveis. 

Se o seu contrato está bem completo, ele descreve seus serviços de forma correta e isso diminui os riscos de você ser cobrado por algo que não prometeu, por exemplo.

Caso venha a acontecer uma cobrança que não se aplica, você indica a cláusula do contrato na qual estão previstas suas obrigações e, em geral, a situação se resolve rapidamente. 

Isso, no mínimo, evita que você perca tempo, certo?

Agora imagine não ter tal cláusula e precisar tentar uma mediação de conflitos? Ou então ter que acertar os pontos no judiciário? Pois é. 

 

Maior risco de disputas judiciais

As cláusulas de um contrato servem como garantia e também para registrar como cada parte deve se portar caso não haja mais entendimento entre ambas 

A ausência ou má elaboração desse documento faz com que a relação entre você e seu cliente seja frágil e instável.

Disputas judiciais são caras e exaustivas. Na maioria das vezes você vai aguardar anos por uma decisão e talvez não receba uma decisão de acordo com suas expectativas. 

Prefira, sempre, resolver a situação de forma amigável. Um contrato te ajuda nisso. 

 

—–

 

Cada negócio tem suas particularidades e necessidades únicas. Por esse motivo os contratos também devem ser exclusivos. 

Infelizmente, depois que o “leite já foi derramado”, há pouca coisa a se fazer. Então, previna-se e cuide da saúde do seu empreendimento. 

E, caso tenha alguma dúvida, deixe nos comentários ou consulte nossos outros posts sobre o assunto! 😉

Compartilhe este artigo.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Posts mais vistos